[Mara’s Review] The Brigmore Witches

Nome: The Brigmore Witches

Produtora: Arkane Studios

Distribuidora: Bethesda

Gênero: ação/stealth

Plataforma(s): PC, Ps3 e Xbox 360 (via download)

Versão analisada: Ps3

The_Brigmore_Witches_Poster

Daud e a bruxa Depois do final abrupto de The Knife of Dunwall, retornamos aqui para analisarmos a segunda parte da história do nosso querido e atormentado assassino Daud. The Brigmore Witches, lançado em agosto, retoma a busca desesperada de Daud por Delilah, que antes era apenas um nome, mas agora possui um rosto e história. Clique para ler a análise completa!

Anúncios

[Neto’s Review] Call of Juarez: Gunslinger

“It was me or them.”

Gunslinger1

Call of Juarez: Gunslinger é o mais novo título da franquia Call of Juarez, da Ubisoft, que agora conta com quatro jogos. A série, que nasceu nessa geração do Playstation 3 e Xbox 360, teve considerável sucesso com o primeiro título, homônimo, e o segundo, subtitulado Bound in Blood. Já o terceiro título, com o subtítulo The Cartel, não obteve lá muitos grandes feitos com os fãs e a mídia em geral.

Quanto a mim, eu nunca joguei nenhum Call of Juarez. Portanto, estou aqui analisando Call of Juarez: Gunslinger puramente sem conhecer a franquia. Espere um texto sem referências aos jogos anteriores, portanto.

Clique e continue lendo a análise!

[Messias’ Review] Star Trek

star-trek-the-videogame-oferece-uma-aventura-espacial-cooperativa

Todos conhecem, pelo menos no nome, Star Trek. É uma das séries de ficção científica mais bem elaboradas de todos os tempos, com personagens marcantes, um universo plausível e fantástico ao mesmo tempo, e um campo fértil para viagens intergalácticas, e viagens que fazem quem assisti não só acompanhar os exploradores da fronteira final, mas pensar quando a humanidade vai alcançar este grau de desenvolvimento. Pois bem, Star Trek influenciou milhões de pessoas em duas gerações, pais que acompanharam a série e que ensinaram os filhos a também gostar desse universo, e assim sucessivamente (pelo menos é o que se espera:  uma vida longa e próspera para Star Trek e as legiões de fãs).

Assim, nada mais natural que esperar que Star Trek recebesse versões de seu vasto e rico universo também nos videogames. Isso já ocorreu várias e várias vezes, algumas vezes de modo bom, como Star Trek Voyager: Elite Force, um FPS lançado para PS2 e PC ambientado na saga Voyager em que o jogador faz o papel de um membro de uma equipe de elite na defesa dos interesses da Federação contra o fim do mundo. Já Star Trek Bridge Commander é um simulador que coloca o jogador no controle das grandes naves, é ambientado na saca New Generation sendo um dos melhores games da série. Star Trek Legacy, por sua vez, lançado para PC e X360 também uma espécie de simulador, mas mais simplificado mas que compensa por dar oportunidade de o jogador reviver vários momentos chave de todas as sagas em combates táticos espaciais muito divertidos e desafiadores.

Clique e confira a análise completa!

[Mara’s Review] The Knife of Dunwall

Nome: The Knife of Dunwall

Produtora: Arkane Studios

Distribuidora: Bethesda

Gênero: Ação/stealth

Plataforma(s): PC, Ps3 e Xbox 360 (via download)

Versão analisada: PS3

Knife_poster

Um assassino atormentado

The Knife of Dunwall, a última expansão de Dishonored, nos traz a chance de jogarmos com o misterioso e frio Daud. Como muitos que jogaram sabem, esse é um nome que inspira respeito e tensão. Daud é um assassino e líder do grupo The Whalers, responsável pelo assassinato da imperatriz Jessamine Kaldwin.

Clique aqui e leia a análise completa!

[Félix’s Reviews] The Walking Dead: Survival Instinct

Categoria: First Person Shooter
Produtora: Terminal Reality
Distribuidora:Activision
Plataformas: PS3/Xbox 360/PC
Versão avaliada: PC

1

Existem jogos que tentamos de todas as formas olhar da melhor perspectiva possível, tentamos achar qualidades, achar pontos positivos, achar algo que motive-nos a progredir até o fim. Talvez pelo fato de ser um jogo esperado, ou por se tratar de um gênero que apreciamos, ou quem sabe, somos aquele tipo que sente prazer em jogar algo ruim.

The Walking Dead: Survival Instinct despertou no mínimo a minha curiosidade e meu otimismo. Fui conhecer o universo dos walkers com o seriado televisivo produzido pela ABC  e só depois comecei a me aprofundar nos HQs. Ano passado tive uma grande surpresa, a Telltale Games, (Back to the Future – The Game, Jurassic Park – The Game) lançou um jogo da série The Walking Dead dividido em cinco capítulos. Extremamente inspirado, o jogo foi sucesso entre fãs da franquia e a critica. No Video Game Awards do ano passado, The Walking Dead da Telltale Games recebeu nada menos que o premio de melhor jogo do ano.

Clique aqui e continue lendo a análise!