[Fran’s Review] Metal Gear Solid V: The Phantom Pain

“Les Enfants Terribles… Zero called it.”

Produtora: Kojima Productions
Distribuidora:  Konami
Gênero: Operações de espionagem tática
Versão Analisada: Xbox One
Plataforma: Xbox One, Xbox 360, Ps4, Ps3 e PC

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain veio para fechar todas as pontas soltas desse incrível e grande enredo, sendo o último da saga sendo dirigido pelo nosso querido Hideo Kojima.

Muitas dúvidas ainda pairavam no ar para saber o que de fato aconteceu com o Big Boss para que ele se tornasse o conhecido vilão dos primeiros jogos da série, ainda para o console MSX, Metal Gear e Metal Gear 2: Solid Snake. O que o transformou desde o Snake que conhecemos em Metal Gear Solid 3: Snake Eater para virar o tão temido Big Boss?

Clique e leia sobre o desfecho dessa incrível saga!

Anúncios

[Fran’s Review] Metal Gear Solid V: Ground Zeroes

“Kept you waiting, huh?”

Produtora: Kojima Productions
Distribuidora: Konami
Gênero: Espionagem tática
Plataforma(s): Xbox One, Xbox 360,  PS3 e PS4
Versão analisada: Xbox One

Vendido apenas pela metade do preço, Metal Gear Solid V: Ground Zeroes é uma breve introdução ao que está por vir em sua continuação, Metal Gear Solid V: Phantom Pain. Ao dizer introdução me refiro tanto em história quanto em mecânica.

A história de Ground Zeroes é muito curta, e com o intuito mesmo de apenas direcionar para o próximo jogo, sendo apenas um intermédio entre o Phantom Pain e o jogo anterior, Peace Walker. Apenas uma das missões do jogo, a principal, tem foco em mostrar essa história. Ou seja, não espere nenhum jogo com uma vasta campanha, e sim algo mais próximo aos VR Missions, já existentes em jogos anteriores da série. Embora a conexão entre os dois jogos tenha sido feita com sucesso, inúmeros personagens e acontecimentos ficaram em aberto, deixando todo o desfecho para o Phantom Pain.

Clique para continuar lendo sobre o novo meio de espionagem!