[Neto’s Review] Batman Arkham Origins

“When the mugger or the thief stops to think twice – that is fear. That is what I am.”

urlProdutora: Warner Bros. Montréal

Publisher: Warner Bros. Interactive Entertainment

Plataformas: PC, Playstation 3, Wii U, Xbox 360

Versão jogada para a análise: PC

Batman Arkham Origins é a terceira aparição do homem morcego na série Arkham, criada pela Rocksteady, iniciada por Batman Arkham Asylum (2009) e continuada em Batman Arkham City (2011). Ambos são considerados pela crítica em geral (inclusive pelo nosso site) um bom exemplo de uso de super-heróis em videogames, com jogabilidade profunda, fluída e com muito respeito ao personagem. Será que Arkham Origins, o terceiro jogo da série, viria para fazer bem à série ou jogar todo o legado Arkham aos quatro ventos de Gotham City?

Confira a análise completa clicando aqui.

Anúncios

[Consciência Gamer] A fina linha entre videogame e cinema

image

Essa semana saiu um artigo muito legal na Eurogamer chamado Systems vs. Stories (Sistemas vs. Histórias). O artigo, muito elucidador em diversos aspectos, trata basicamente da ambiguidade dos jogos atuais, que misturam técnicas de cinema com técnicas próprias dos videogames. As primeiras vêm de encontro primariamente com a história do jogo (stories) e as segundas com as mecânicas (systems).

Bom, não pretendo aqui fazer uma tradução do artigo da Eurogamer. Mas sim falar sobre uma pergunta que ficou na minha cabeça após lê-lo: onde estão os videogames?

Clique e continue lendo o artigo!