[rodrigo’s review] Remember ME

Nome: Remember ME
Gênero:  Adventure

Distribuidora: Capcom Produtora: Dontnod Entertainment
Plataforma(s): Playstation 3, Xbox 360 e Pc.

Versão analisada: PC

Remember-Me-Logo

Relembre-se do passado

Remember Me, desenvolvido pela Dontnod Entertainment, é uma das novas apostas da Capcom para conquistar o mercado ocidental. O jogo é um adventure em mundo aberto, com muitos elementos emprestados de outras franquias consagradas da geração. Não se espante com a familiaridade com os games Assassin´s Creed, Batman Arkhan series e Uncharted.

Apesar do foco em técnicas consagradas de outros games, o jogo tem sua parcela de originalidade com o modificador de memorias Memorize Mix.

Clique para ler a análise completa!

Anúncios

[Rodrigo’s Review] Metro: Last Light

Nome: Metro: Last Light
Gênero: Fps

Distribuidora: Deep Silver Produtora: 4A Games
Plataforma(s): Playstation 3, Xbox 360 e Pc.

Versão analisada: Playstation 3

metro-last-light-2

A vida nuclear

Metro: Last Light é a sequencia direta do Metro 2033 um dos jogos mais interessantes de 2010. A serie é baseada nos livros de Dmitri Glukhovsky. Os livros são uma distopia de um mundo pós-apocalíptico, povoado por seres monstruosos e humanos escondidos em tuneis e cidades subterrâneas.

Last Light inicia com uma abertura de tirar o folego. A narrativa da abertura, sobre a guerra nuclear que devastou a Russia e mudou a vida da humanidade para o subterrâneo é excelente. E esse é um dos pontos fortes da serie: Sua atmosfera.

Tudo no game foi pensado detalhadamente. É impressionante o trabalho da 4 A Games, quanto a preocupação em recriar um ambiente vivo e rico em detalhes, de uma humanidade já acostumada a vida sem esperança em tuneis no subterrâneo. Clique e leia a analise completa

[Rodrigo’s review] Into the Dead

Nome: Into the Dead
Gênero: Mobile

Distribuidora: Pik Pok Produtora: Pik Pok
Plataforma(s): Ios e Android.

Versão analisada: Android

unnamed

Em um mundo infestado por Zumbis, você sobreviveu… mas por quanto tempo?

Into the Dead é mais um dos inúmeros games baseados na nova febre do mundo: Zumbis.

A Pik Pok, produtora do game, foi muito esperta em entender que as vezes não precisamos de comandos complexos, inúmeras opções e enredos elaborados para se divertir em um jogo de Smartphone. Into the Dead é bem divertido e sua única função é fugir das ondas de Zumbis do game.

Clique e leia a analise da invasão Zumbi em seu celular

[Rodrigo´s Review] Sim City

Nota: Nós do Jogador Pensante queremos sempre oferecer análises e artigos com a melhor qualidade possível aos nossos amigos leitores. Por isso estamos nos desafiando. Analisar um simulador é muito diferente das costumeiras análises aqui encontradas. Espero que agrade e que no futuro tenham mais e melhores. Obrigado por ler e sempre ajudar a melhorar o site.

Nome: Sim City (2013)
Gênero: Simulador

Distribuidora: EA Games Produtora: maxis
Plataforma(s): PC e Mac.

Versão analisada: PC

SimCity

Se ser prefeito fosse tão divertido 

Um dos simuladores mais famosos do mundo dos games finalmente chegou à 7º geração.

Sim City surgiu em meados dos anos 90, para PC e consoles 16 bits. O jogo chamou a atenção por ser um simulador que transformava o jogador em um prefeito de uma cidade com todas as responsabilidades e afazeres. Foi um sucesso, e conquistou fieis seguidores ao longo dessas duas décadas  A série estava há 10 anos no anonimato. A Maxis, produtora do game, ficou muitos anos dando atenção à série The Sims, devido ao seu enorme sucesso e deixou Sim City na memoria dos jogadores mais velhos. Será que Sim City, o de 2013, chegou para cobrir essa lacuna?

Clique para ver o resto do mandato.

[rodrigo´s review] Sonic Jump

Nome: Sonic Jump
Gênero: Mobile

Distribuidora: Sega Produtora: Hardlight Studio
Plataforma(s): Ios e Android.

Versão analisada: Android

Sonic-Jump-logo

Sonic o seu parceiro das filas.

Em 2006 a SEGA fez sua primeira tentativa de entrar no mercado de games para dispositivos móveis. Sonic Jump. O título passou despercebido, mas acabou ganhando uma nova versão intitulada Sonic Jump 2 alguns anos mais tarde. Em 2012 a SEGA resolveu apostar de novo na ideia e convidou o estúdio Hardlight Studio para produzir o remake para IOS e Android.

Geralmente jogos desse nicho não se preocupam com historia ou enredo. Hardlight Studio, até que tentou ser o mais fiel possível aos consoles e adicionou uma historia ao game como pano de fundo, sempre contada por meios de imagens de quadrinhos. Bem! De novidade realmente não tem nada. Não passa de inúmeros quadrinhos contado o que já vemos a mais de 20 anos: Dr. Eggman tentando desesperadamente vencer Sonic com seus planos e bugigangas mal feitas.

Clique e continue lendo a análise!