[Consciência Gamer] Cinco anos escrevendo sobre videogame.

O-que-não-escrever-no-currículo

Na verdade, escrevemos no computador… mas fica mais bonito e romântico assim, não?

Em 31 de agosto o Jogador Pensante faz cinco anos de idade. Foi em um 31 de agosto de 2010 que iniciei este site, na época era só um blog WordPress, somente depois de alguns anos que viria a ser um site .com, com domínio próprio (apesar de ainda usarmos a plataforma WordPress).

Foi neste dia que fiz uma análise de Heavy Rain. Relendo-a, eu hoje escreveria algo completamente diferente, e certamente teria visto com um olhar mais crítico o jogo. Apesar de, na época, me considerar um jogador crítico, escrever sobre games é algo que vai amadurecendo cada vez mais, especialmente se você escreve por paixão, sem receber nada por isso. Dei 9,5 de nota para o jogo, e na época eu o achava um dos melhores jogos de todos os tempos. Hoje tenho uma opinião bem diferente sobre o jogo, e ele possui uma fórmula da qual, sinceramente, não gosto mais.

Mas eu jamais faria uma segunda versão daquela análise e a apagaria. Claro que há espaço para me retratar e dizer o que acho do jogo anos depois, mas, ao olhar aquela análise, me deparo com uma época diferente da minha vida. Uma época em que eu não era tão crítico ao jogar, e achava que era um avanço um jogo lotado de cenas, conversando cada vez mais com o cinema.

Cinco anos depois, eu penso completamente diferente: acho que quanto mais os jogos se distanciarem de outras artes-irmã, como o cinema, mais estaremos caminhando para uma narrativa própria e, então, mais estaremos evoluindo. Falei sobre isso no artigo Videogames e arte: ser ou não ser, eis a questão!, um artigo do qual eu sinceramente gosto bastante, pois acredito que foi um trabalho muito positivo e de muita reflexão sobre videogames.

mona-lisa-mario

E toda essa reflexão é muito positiva. Escrever é delicioso depois que se pega o gosto. Mas também há esse lado que não acho tão positivo: o aumento da criticidade em relação ao seu objeto de estudo que, no meu caso, são os videogames. Cinco anos atrás, adorava Heavy Rain. Hoje o considero um jogo medíocre e um atraso para a indústria, tanto é que nem joguei Beyond: Two Souls (mas confesso que tenho curiosidade) e detestei o abominável The Order: 1866. Se o Neto de 2010 gostaria destes jogos? Eu acredito que sim, e estaria arduamente defendendo estes jogos em um fórum da internet (na época era o defunto Orkut… hoje me contento com o Facebook e o Alvanista e, com menor frequência, o Fórum UOL Jogos).

E na verdade esse é o gostoso de escrever, se conhecer melhor como jogador e ir cada vez mais fundo nos jogos. Talvez isso seja somente estar ficando mais velho, mas escrever é uma atitude diferente, te faz parar e rever tudo o que você quer por no papel e aí você tem que pesar muito bem as coisas, para não ser injusto, leviano, entrar em contradição e outras coisas que o público não perdoa.

A moda hoje não é mais a escrita. Hoje estamos na era do Youtube. É fácil colocar uma câmera na frente e se filmar, ou gravar um gameplay no PC (ou nos consoles, especialmente agora com o Share no Playstation 4 e o DVR de jogos do Xbox One), mas é hercúleo o processo de fazer um vídeo realmente bom, com edição, e requer um investimento em equipamentos para fazer o seu canal crescer. Claro que há exceções, vídeos que se tornam virais sem a necessidade de nada disso, e que fazem o canal ficar famoso, mas normalmente esses virais são pejorativos, porque o cara falou muita abobrinha, e aí a chacota é feita. Como disse, a internet não perdoa.

Eu sempre vou defender a escrita. Ela é difícil, não é fácil manter um leitor preso a um texto de mais de duzentos caracteres (mas também não é fácil manter um espectador preso por mais de dez segundos em um vídeo do Youtube), mas qualquer um também pode tentar. Só requer esmero e um pouquinho de revisão. Com o passar do tempo, a escrita melhora, a gramática vem mais facilmente, a ortografia também. E, em caso de dúvidas, o Google está a uma aba de distância do seu navegador.

Nunca investimos dinheiro de verdade no site, promovemos umas três ou quatro matérias via Facebook, fizemos acho que dois sorteios e pagamos há uns três ou quatro anos o domínio jogadorpensante.com. E ele ainda permanece no underground do conteúdo de games do Brasil. Mas eu acredito na qualidade do nosso conteúdo, nas nossas análises e nos nossos artigos. Acredito em nossa equipe, que sofreu mutações com o passar dos anos, mas sempre com um pessoal disposto a contribuir.

Nunca pensei em desativar o site, em parar de escrever. Já desisti de muita coisa na minha vida, o Jogador Pensante não foi uma delas. Foram cinco anos, e eu quero mais cinquenta, no mínimo. Sinceramente, me imagino jogando aos setenta e cinco anos de idade, se até lá ainda existirem videogames.

Nosso antigo logo. Eu ainda gosto dele.

É claro que é um tanto desmotivador não ver inúmeros comentários em algo que escrevemos. Alguns artigos ficam com zero comentário. Mas isso não é suficiente para frear o nosso gosto pela produção sobre jogos de videogame. De repente surgem comentários, elogios, debates… e isso faz todos os artigos com nenhum comentário terem valido à pena.

Mesmo sem muito tempo para escrever, todos nós do Jogador Pensante fazemos o possível para escrever sobre tudo o que vem à nossa mente sobre videogames. Só que escrever não é fácil, e na vida corrida fica difícil sentar e escrever, ficar uma, duas horas escrevendo, depois indexando imagens, formatando… E no entanto temos muito mais posts do que eu poderia imaginar para estes cinco anos, muitas análises e artigos, vários especiais! Começou com uma postagem, e hoje já passamos dos trezentos posts!

Obrigado a você, fã antigo, fã novo, e até a você, que não é fã do nosso site, mas que acaba dando uma passadinha por aqui, por estes cinco anos.

Anúncios

10 pensamentos sobre “[Consciência Gamer] Cinco anos escrevendo sobre videogame.

  1. Neto,

    Sou de Salvador e acompanho o Jogador Pensante há uns dois anos, com certa assiduidade.

    A leitura tem fluidez e é muito agradável. Sem falar nos temas sempre fora do lugar-comum e bastante pertinentes.

    A persistência, e resiliência, de vocês é admirável.

    Vou passar a comentar mais, até pra incentivar outros leitores “mudos” – como eu.

    Parabéns pelo site e um abraço soteropolitano.

    BBMP

    Abraço

    • Poxa, que legal ler isso, mcerqueira1!

      Agradeço muito os elogios e o apoio! Espero que continuemos postando conteúdos que você curta!

      Fico feliz que você tenha decidido comentar mais!

      Muito obrigado mesmo!

      Abraços!

  2. Oi Neto,
    não sei se você lembra mas conversamos rapidamente quando você viu a minha análise de a link to the past. Depois desse dia, dou uma passada aqui de tempo em tempo esperando seu próximo post.
    Continue esse trabalho excelente! Você é um dos melhores brasileiros dessa área que eu já vi e com certeza me ajuda a elevar os padrões do meu conteúdo.
    Parabéns mais uma vez!
    PivoDelgado

  3. Parabéns cara, li alguns artigos do seu blog e achei bem legal a escrita é vlbem fluida e as reviews são justas(na minha opinião)
    Continue o bom trabalho e boa sorte!

  4. Neto, comecei a acompanhar o blog esse ano, é concordo com todos os pontos que citou no artigo, infelizmente os blogs parecem que estão morrendo e perdendo espaço para youtube, pois acredito que fazer um vídeo sempre será mais fácil que escrever.
    O que mais gostei nesse blog são principalmente as análises dos JRPG’s são meu estilo de jogos favoritos. Sempre dou umas passadas aqui para ler alguns artigos, e sim essa é primeira vez que comento e pretendo ser mais participativo nos próximos post que eu ler, é como você disse a internet não perdoa o que me faz ficar as vezes na defensiva em comentar e principalmente dizer minha opinião sobre algum assunto. Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s