[Fran’s Review] Dead Space 2

“Isaac, make us whole again.”

Logo após os acontecimentos do primeiro jogo da série, já surgiram rumores sobre o que teria de fato acontecido com nosso personagem, o Isaac. Não se sabia direito o que tinha acontecido com sua amada, Nicole, pois em um vídeo ela é vista se suicidando e em certo momento ela interage com você, te ajudando a avançar. Foi aí que surgiram as especulações: Será que é algo da mente do Isaac? Será que ela não morreu? O que aconteceu?

Pois bem, isso tudo foi respondido no Dead Space 2, e com um pouquinho mais.

ENREDO

Como uma seqüência direta de Dead Space, Dead Space 2 tem o mesmo objetivo: Lutar pela sobrevivência.

Em Dead Space, Isaac tem como objetivo destruir o Marker, o objeto alienígena que tem causado toda a infecção nos seres humanos presentes na estação Ishimura, enquanto o resto que permaneceu não-infectado, teve a sanidade mental fortemente afetada, que causava na maioria das vezes em suicídio. Mas não com Isaac, ele tinha um objetivo maior. Tentar destruir o Marker e encontrar sua amada, Nicole.

Dead Space 2 é separado 15 capítulos, mas não tem uma pausa entre cada capítulo como no anterior, é algo seguido onde muitas vezes você nem percebe que passou para o próximo. Os acontecimentos iniciais são todos muito rápidos. Onde Isaac se encontra, onde tenta escapar, onde vai arrumando armas e armaduras, e encontrando outros humanos vivos tentando também sair da estação, a Titan Station.

O que ocorreu na estação pode ser explicado através de Logs que são encontrados ao decorrer dos acontecimentos, sendo vistos através de textos ou apenas áudio, que contam o que certa pessoa estava passando na hora, muitas vezes falando sobre os infectados ou uma forma de se sobreviver e matar os infectados.

Ao decorrer dos eventos, Isaac vai descobrindo como ele foi parar na Titan Station e por qual motivo ele está lá. Ele percebe que agora tem dois objetivos, destruir o Marker e se liberar do que está prendendo sua mente, do que está causando sua lenta morte.

JOGABILIDADE

Ao contrário de Dead Space 1,  podemos ver uma movimentação que flui com muito mais facilidade, fugindo daquele Isaac pesado e meio lento que conhecíamos. Agora ele é um pouco mais rápido, na medida certa pra um jogo do gênero, ajudando na forma em que a tensão é transmitida para o jogador.

Agora contamos com uma variedade um pouco maior de inimigos a enfrentar, sendo alguns deles apenas um obstáculo e outros algo bem desafiador, que exige atenção do jogador com o cenário para que possa usar tudo que esteja lá a seu favor. Muitas vezes é necessário ser estratégico quando se trata de vários inimigos juntos, sendo cada um com suas características que podem ajudar na hora de matar o outro.

Em certos momentos, ocorre uma situação que seria mais ou menos como uma “CG interativa”, onde você assiste a maior parte do tempo, mas é preciso agir em certos momentos e tem um tempo definido para agir da forma correta, caso contrário irá presenciar uma das inúmeras formas de se morrer.

Todo o cenário influencia fortemente em como você deverá agir, dependendo dos artifícios que você possui ou que o cenário oferece. Como, por exemplo, lanças afiadas no chão que possam de ajudar a economizar munição ou só acertar algo explosivo quando o inimigo estiver passando.

Em gravidade zero, não temos mais que pular de um canto a outro, podemos simplesmente sair voando por aí, o que acaba sendo meio falho por muitas vezes perder a orientação de onde está e ter que encontrar o chão. É apenas apertar um botão que você se orienta, mas não deixa de atrapalhar.

Certas partes não te permitem nem pensar no que fazer. Ou corre pela sobrevivência, ou fica para trás e morre.

SOM

Tensão por todo lado é algo que é tem uma influência muito forte da sonoplastia. O som de algo caindo atrás de você, de alguma coisa passando por cima do personagem e coisas assim são coisas que tornam a tensão algo tão forte e marcante.

Nos momentos que são feitos para assustar o jogador, o game conta com músicas que transmitem a tensão de forma espetacular, mas nem sempre na medida certa.

Quando Isaac vai descobrindo o que está acontecendo, a música se torna mais emotiva e marcante, mostrando toda a emoção que deve ser passada.

GRÁFICOS

Assim como em Dead Space, ele conta com gráficos excelentes, bem polidos e detalhados, com uma iluminação muito boa.

Dependendo de onde você atira no inimigo, sai um pedaço diferente de seu corpo, que pode ser movimentado e usado para avançar por obstáculos ou até mesmo ferir outros inimigos. Sendo que a roupa de Isaac fica manchada de sangue dependendo da batalha que teve.

Ambiente detalhado e com arte bem trabalhada é vista em todo canto.

Todas as escrituras, as paredes e chão com rastros de sangue, mostrando um possível sinal de batalha e cores marcantes definindo cada área ou cada ação.

VEREDITO

Após o grandioso Dead Space, era esperado que a continuação seria algo tão completo e abrangente no gênero, algo que explora o termo tensão de forma completa e envolvente.

Ficar tenso e pensar apenas em correr para o próximo ponto de save é algo bem presente e marcante.

Para os fãs de um Survival Horror, Dead Space 2 certamente será encantador

NOTAS

ENREDO: 10,0

JOGABILIDADE: 9,5

SOM: 9,5

GRÁFICOS: 9,8

NOTA FINAL: 9,7

Anúncios

8 pensamentos sobre “[Fran’s Review] Dead Space 2

  1. Olá.

    Primeiro deixe-me comentar que o primeiro jogo dessa série é horrível! História clichê – ok, ela é boa, mas é clichê – iluminação estranha e, principalmente, jogabilidade PÉSSIMA. Eu tenho muita antipatia com ele.

    Lendo seu review, mudei de ideia e pretendo jogar o segundo mais exaustivamente do que fiz com o primeiro – ele parece ter perdido todas as características que me desagradaram.

    O texto está muito bom e bem redigido. Mas, como nada pode ser perfeito, vou lhe dar uma dica: As imagens e vídeos incomodam um pouco. Elas deixam o texto um pouco grande, e pra quem está numa tela menor – estou lendo num note com resolução 1366×768 – a leitura fica um pouco entendiante. Eu fazia reviews pra vários sites de jogos, e aprendi que colocar só o thumbmail da imagem resolve. Coloque uma imagem impactante, um vídeo no final, e depois os thumbmails. Irá ficar muito mais agradável!

    No mais, parabéns pelo review, não é todo mundo que consegue mudar a opinião de alguém a respeito de uma série.

    • Muito obrigado pelo elogio e dicas! Fico feliz que tenha gostado do review e que tenha feito você dar uma segunda chance à série.
      Quanto as fotos, é bem raro alguém parar pra ler um texto, não importa o tamanho. Para o público que não tem muito costume eu coloco mais imagens pra facilitar a leitura, pois ja quando ele começa a se cansar do texto tem uma imagem pra salvar.
      Enfim, vou tomar sua idéia como um exemplo e tentar usar um meio termo entre as duas idéias da próxima vez e ver como fica.

      Obrigado!

  2. O game é incrível!!!!!!!!

    Eu sou muito crítico com games de tiro, se não é bom nos primeiros instantes nem perco tempo… Além da estória envolvente, o game precisa te prender!! não basta só gráficos..

    É preciso muito mais do que só agradar aos olhos, (confesso que não consegui continuar jogando Metro2033 de TANTOS erros absurdos que encontrei,MINHA OPINIÃO!)confesso que minha preferência é a FirstPS, mas de todos os últimos títulos de games de tiro, Dead Space 2 me deixou impressionado no capricho dos detalhes de cenografia, sonoplastia, jogabilidade, física, dinâmica….. etc

    O game não fica somente em atirar e fugir, há diversas situaçõs que vc precisa deduzir o que realmente irá fazer, o jogo exige estratégia, e te obriga a pensar em como sair de certas situações onde precisa de reciocínio, dedução(Ok Half Life 2 na época já usava essa idéia, mas esperamos que nunca a esqueçam que não há nada mais clichê do que atirar em tudo e todos e correr)!!

    Como sendo um game de 3ª pessoa, a idéia em si não é fazer vc sentir como se fosse o Isaac, mas como se tivesse o acompanhando o jogo todo em desespero pela fuga… E o game consegue esse objetivo!

    Os sustos são outros destaques que enriquecem muito o game, no começo vc fica desconfiado se aquele monstro que vc acabou de derrubar está realmente morto, e a partir disso começa a “conferir” em tudo quanto é corpo pelo caminho!!!

    Cenários Basílicos com velas e frases no chão , escola colorida com vozes e choro de crianças são outros detalhes que transmitem certo supense do que irá encontrar no meio do caminho…

    Quando se trata de Survival Horror, Fear está entre os Top, mas não é possível a comparação pois é FirstPS, e envolve coisas sobrenaturais, espíritos…

    Confesso que não esperava muito desse game, mas até agora achei o melhor e mais rico game de tiro de 2011 !!

    E que venha o 3 !

    • Realmente, é um game sensacional!

      Concordo que seja algo diferenciado, não é sempre que vemos um jogo com tantas possibilidades e que te faça realmente pensar em cada esquina, em cada estratégia e em cada passo.. somado a tensão e tudo que envolve os acontecimentos macabros do game.

      É claro que teve várias influencias excelentes para chegar ao patamar atual… sair com um game desse nível do zero não é fácil!

      Obrigado pela leitura, fico feliz que temos críticos comentando e acompanhando o Jogador Pensante!

  3. Pingback: [Fran's Review] Gears of War 3 « Jogador Pensante

  4. Muito bom.. não sou muito fã do gênero, mas esse game chama muito a atenção. Assustador, empolgante e muito bem feito fazem com que o Dead Space 2 seja um dos melhores da categoria.
    Que venha o 3 da serie..

  5. Pingback: [Fran's Review] Dead Space 3 | Jogador Pensante

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s