[Epoch – The Time Machine] King’s Quest VIII – Mask of Eternity

“Alack from whence came this foul tempest?”

King’s Quest é uma série que até sua oitava edição, era conhecido como um tipo de aventura/point’n’click, onde sempre se tratava sobre o mesmo reino que era atacado ou tinha outras intrigas envolvidas. Sempre foi um jogo feito exclusivamente para PC, com seu ultimo jogo lançado no final de 1998.

Dessa vez não era apenas um point’n’click, mas um dos primeiros jogos de aventura em 3D já feitos pra PC. Assim como o resto da série, foi feito pela Sierra, que era conhecida por proporcionar grandes lançamentos e títulos de peso.

Mask of Eternity foi muito bem recebido pelo público, principalmente os fãs da série. Foi visto como um tipo de “nova cara” para a série, o que, ao contrário de outras séries vistas por aí, foi recebido de muito bom grado.

O game tem como início o reino de Daventry (Kingdom of Daventry), que está situado abaixo do Realm of the Sun, onde seres místicos (Archons)  guardam a Máscara da Eternidade, um artefato que possui e mantem a verdade, luz e ordem. O líder dos Archons, Lucreto, passa para o mal e quebra a máscara em 5 pedaços, e cada pedaço vai parar em diferentes terras que não são de fácil acesso, como simplesmente cruzar o oceano com um barco ou algo do gênero, e sim usar um tipo de teleportador ou algum tipo de magia.

Logo no início, o personagem principal, Connor, se encontra no reino de Daventry conversando com sua vizinha, quando um pedaço da máscara cai ao seu lado. Assim que Connor pega o pedaço, todos no reino viram pedra. Ao ir tentar descobrir o que fazer para fazer tudo voltar ao normal, ele descobre que tem que juntar os outros pedaços da máscara, derrotar Lucreto e colocar a máscara de volta no Realm of the Sun.

Ao longo dessa sua aventura, vários cenários são vistos. Desde pântanos até a dimensão da morte.

Para a época, Mask of Eternity tinha um visual muito invejado, com uma jogabilidade que fluía com facilidade. Possuindo uma variedade de inimigos considerável, faz com que você tenha que se equipar de formas adequadas para certo mapa, podendo até pegar armas de inimigos.

Para que consiga avançar, não é apenas seguir o mapa matando inimigos. Você tem que conversar com quem encontrar para conseguir informações e meios de se passar para a próxima etapa, sendo que muitas vezes é necessário prestar muita atenção no ambiente que o rodeia, pois até símbolos na parede podem te ajudar a passar por certo desafio.

Ainda hoje vemos que é um game com uma variedade invejável, que muitos jogos atuais não chegam nem perto de sua dimensão. Caso esteja procurando uma boa aventura para jogar e cansou de jogos que só é preciso seguir um “corredor”, King’s Quest VIII: Mask of Eternity é a escolha certa.

Anúncios

3 pensamentos sobre “[Epoch – The Time Machine] King’s Quest VIII – Mask of Eternity

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s